TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS

OPEN HOUSE PORTO EM SERRALVES

O OPEN HOUSE PORTO é um acontecimento que move anualmente as cidades de Matosinhos, Porto e Gaia ao revelar arquiteturas de qualidade excecional e original, habitualmente vedadas ao grande público.

A Casa de Serralves faz parte do roteiro e estará de portas abertas nos dias 30 de junho e 1 de julho. Visite os seus espaços luxuosos, modernos e únicos da art déco nacional, e contemple uma vista privilegiada para o Parque de Serralves.
O Conde Carlos Alberto Cabral, cosmopolita e culto industrial do Vale do Ave, herda a quinta e chama grandes autores para a conceção – Charles Siclis, José Marques da Silva – e decoração da casa – Ruhlmann, Lalique, Brandt, Bruhns, Leleu, Perzel, Subes e Porteneuve – entre 1925 e 1944. Moderna, exemplar único da art déco nacional, está equipada com as mais recentes infra-estruturas elétricas e técnicas de calefação e ventilação da época. A casa, jardim e parque constituem uma unidade ordenada por eixos de composição e organização do programa em três pisos: cozinha, despensa e áreas de serviço abaixo do solo mas com ventilação e iluminação natural, átrios, salas de estar e jantar no piso térreo e quartos no piso superior. Uma escada observa o jardim e parque assinado por Jacques Gréber. Abrem-se agora as portas do elevador, do cofre, da cozinha e dos espaços das infraestruturas técnicas da casa.
Mais informações podem ser obtidas clicando aqui.

Acesso: Gratuito (pela Rua de Serralves nº999)

EXPOSIÇÃO UM MUSEU DO OUTRO MUNDO COM PROGRAMA GRATUITO

A Exposição Um Museu do Outro Mundo, a intervenção que José de Guimarães concebeu para assinalar o 10.º aniversário do Museu do Oriente e o 30º da Fundação Oriente, dá o mote a um programa de actividades gratuito, durante o mês de Maio, que inclui uma conversa entre o artista e o público e visitas guiadas à exposição.

Na sexta-feira, 4 de Maio, às 18.30, o arquitecto Pedro Campos Costa orienta uma visita à exposição cujo espaço desenhou. A 19 de Maio, sábado, é a vez do curador Nuno Faria explicar o conceito por detrás deste diálogo entre arte popular asiática e as obras de José de Guimarães.

Esta reflexão e diálogo têm continuidade numa conversa a várias vozes, com convidados de áreas tão diversas quanto a curadoria, a antropologia e a arquitectura, que se realiza a 25 de Maio, sexta-feira, às 18.30. Entre outros, a conversa versará a transcendência e o ritual, a alteridade na arte e fora dela, cultura material e representação do outro, temas caros aos museus e ao artista, transversais à sua obra.

Composta por 150 peças – que incluem objectos da colecção Kwon On do Museu do Oriente, obras da autoria de José de Guimarães, criadas propositadamente para esta mostra, bronzes, jades e terracotas chinesas da colecção privada do artista -, “Um Museu do Outro Mundo” reflecte sobre o museu enquanto espaço de alteridade, em permanente troca e diálogo com a estranheza e a familiaridade entre a arte e a vida, o museu e o mundo. A exposição pode ser visitada até 3 de Junho.

Exposição “Um Museu do Outro Mundo”
José de Guimarães

nos 30 anos da Fundação Oriente e nos 10 anos do Museu do Oriente

VISITAS GUIADAS
Gratuito, por ordem de chegada | Máx. 25 pessoas/visita

4 Maio | Sexta | 18.30 
Com Pedro Campos Costa [arquitecto do espaço expositivo]
19 Maio | Sábado | 16.30 
Com Nuno Faria [curador da exposição]

CONVERSA
25 Maio | Sexta | 18.30 
Com José de Guimarães, Nuno Faria, Pedro Campos Costa, Nélia Dias, Guilherme d’Oliveira Martins,  Sofia Campos Lopes
Entrada livre, sujeita à capacidade da sala

LISBOA REVOLUCIONÁRIA – ROTEIROS TEMÁTICOS COM FERNANDO ROSAS

No âmbito do programa ABRIL EM LISBOA, realiza-se no dia 22 Abril uma visita guiada pela Lisboa Revolucionária, itinerário pelo Miradouro do Parque Eduardo VII Largo do Rato, Jardim de S. Pedro de Alcântara, Largo do Carmo, Largo do Município e Terreiro do Paço.

Fernando Rosas, historiador e investigador do Instituto de História Contemporânea, estudioso da resistência política e dos períodos revolucionários durante a República e o Estado Novo, irá revisitar alguns dos principais momentos de sublevação popular e luta política de massas. Com início no Miradouro do Parque Eduardo VII, o itinerário da “Lisboa Revolucionária” irá percorrer o Largo do Rato, Jardim de S. Pedro de Alcântara, Largo do Carmo, Largo do Município e Terreiro do Paço. Ponto de encontro às 10h, no Miradouro do Parque Eduardo VII.

Todos os itinerários são de entrada livre, mediante inscrição em direitos.humanos@cm-lisboa.pt ou 21 798 81 56. Lotação limitada aos lugares disponíveis. Duração prevista de 3 horas. Parte dos percursos realiza-se em autocarro da CML. Chegar ao ponto de encontro, cinco a dez minutos antes da hora prevista. Levar roupa e calçado confortável. Conforme as condições climatéricas, não esquecer proteção para o sol ou para a chuva ou frio. Levar água e alguns alimentos, como fruta e bolachas.

VISITAS GUIADAS AO MOINHO DE VENTO NASCENTE NO BARREIRO

O Moinho de Vento Nascente, na singular zona de Alburrica, vai estar de portas abertas e com visitas guiadas já no próximo fim-de-semana, dias 7 e 8 de abril.  A iniciativa “Dia dos Moinhos Abertos” é promovida pela Câmara Municipal do Barreiro para assinalar o Dia Nacional dos Moinhos.

As visitas vão realizar-se no sábado e no domingo, decorrendo na parte da manhã, entre as 10h30 e as 12h30, e no período da tarde, entre as 15h00 e as 17h00, sendo necessária inscrição prévia através do Posto Municipal de Turismo.

O Moinho de Vento Nascente de Alburrica, com localização na orla ribeirinha do Concelho, é de tipologia tradicional e preserva a memória de uma atividade importante durante séculos. Devido à sua relevância histórica, o moinho foi reabilitado pela autarquia para readquirir as características funcionais originais e está dotado de um engenho novo, necessário ao seu funcionamento.

Para além das visitas guiadas ao Moinho de Vento Nascente, estão previstas outras atividades de animação na área envolvente, pelo que não deverá perder esta oportunidade de visitar esta zona tão agradável do Barreiro.

Marcação das visitas guiadas através do Posto Municipal de Turismo:

– Terminal Rodo-Ferro-Fluvial, loja nº 10, Barreiro (aberto de terça-feira a sábado das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00)

– Tel.: 212068287

– Email: postodeturismo@cm-barreiro.pt

NO SÁBADO HÁ INAUGURAÇÕES SIMULTÂNEAS DO QUARTEIRÃO DE MIGUEL BOMBARDA

No próximo sábado, a partir das 16 horas, cumpre-se o segundo ciclo de Inaugurações Simultâneas no Quarteirão mais artístico da cidade do Porto. A par das novas exposições, a PortoLazer promove no exterior oficinas abertas ao público (uma de técnicas de impressão e outra de construção de brinquedos) e uma performance de dança contemporânea, além das habituais visitas guiadas às galerias.

O segundo ciclo de 2018 das Inaugurações Simultâneas de Miguel Bombarda acontece na tarde deste sábado, a partir das 16 horas, numa organização conjunta do Porto Art District e da Câmara do Porto.

Procurando reforçar a proximidade entre o público e a arte contemporânea, a PortoLazer promove, uma vez mais, um conjunto alargado de iniciativas que convidam o público a um olhar mais atento e conhecedor sobre as exposições inauguradas.

Nesse contexto, estão agendadas mais duas visitas guiadas a algumas das galerias do Quarteirão, com início, respetivamente, às 16 e 17,30 horas. A iniciativa, denominada Bombarda Stop & Go, é de participação gratuita e tem a duração de aproximadamente uma hora. Como habitualmente acontece, as visitas são conduzidas por alunos do curso de Artes Visuais e Tecnologias Artísticas da Escola Superior de Educação do Porto. Os interessados podem inscrever-se até às 13 horas de 9 de março, através do email stopandgo@portolazer.pt, escolhendo um dos dois horários (para o segundo, é possível também a inscrição no próprio sábado, a partir das 16 horas, no balcão Porto., que estará localizado na zona pedonal da Rua de Miguel Bombarda, do lado da Rua da Boa Nova).

Além desta iniciativa, cuja adesão tem sido crescente a cada edição, o público é ainda convidado a participar em duas oficinas abertas que decorrerão ao longo da tarde nessa zona pedonal.

Presença habitual no Quarteirão, a Chapa Azul, Unidade Móvel de Técnicas de Impressão da Cooperativa Árvore, vai desafiar o público mais jovem a participar num divertido workshop de carimbos. No final, os participantes poderão levar para casa um envelope com uma bela coleção de postais.

A outra oficina será dinamizada por Simão Bolívar e será dirigida aos peritos na arte de brincar, que irão construir bonecos articulados, feitos em cartão, que no fim prometem bailar. Esta oficina terá lugar entre 16 e as 19 horas, também na zona pedinal da Rua de Miguel Bombarda, junto ao balcão da PortoLazer.

A terceira proposta, marcada para as 17 horas, passa pela dança contemporânea, com a apresentação de uma performance a solo interpretada por Gonçalo Cardoso, numa produção da companhia portuense Balleteatro.

Este será, de resto, o primeiro de vários desafios que a PortoLazer lançará a instituições de ensino artístico da cidade (profissional e superior), propondo o espaço público do Quarteirão de Bombarda como palco de experimentação para projetos artísticos que adotem uma linguagem eminentemente contemporânea. O objetivo é não só promover um envolvimento mais direto destas instituições com a iniciativa, como também proporcionar uma ocupação criativa do espaço exterior durante as Inaugurações Simultâneas.

LISTA DE GALERIAS E EXPOSIÇÕES

RUA DE MIGUEL BOMBARDA
Galeria São Mamede: “Tronco”, de Paulo Neves;
Galeria Serpente: “Abside”, de Acácio Carvalho;
Galeria Presença: “Double Trouble”, de João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira ;
Galeria Quadrado Azul: “Praia Falha”, de Gonçalo Sena;
Galeria Fernando Santos: “Colors of Now”, de Sanja Milenkovic;
Galeria Nuno Centeno: “Group Show”;
Galeria Metamorfose: “Contos de arco e flecha”. de Ladeira;
Galeria REM Espaço Arte: “Árvore da Vida”, das Irmãs;
Galeria Símbolo: exposição coletiva;
Galeria João Lagoa: exposição coletiva;
Galeria Paula Quintã: “Labirinto”, de Isabel Amaral;
Galeria Artes em Partes: “Untitled”, desenhos de Cristina Vela e instalação de Bell Jar;
Galeria Ap’Arte: “2Musicações de um andarilho”, de Roberto Chichorro;
Galeria Trindade: Brick by brick”, exposição coletiva;
O! Galeria: ilustração, de Dylan Silva.

RUA DOM MANUEL II
Galeria Rui Alberto: exposição coletiva de pintura, escultura e tapeçaria.

RUA DO ROSÁRIO
Galeria Artes Solar de Santo António: exposições de Evelina Oliveira e Ana Cristina Oliveira.

O acesso às galerias é sempre gratuito. Eis as datas dos restantes ciclos de Inaugurações Simultâneas do Quarteirão de Miguel Bombarda em 2018: 21 de abril, 9 de junho, 22 de setembro e 10 de novembro.

Criar Conta de Utilizador