TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS

MUSA LANÇA CERVEJA CUJAS VENDAS REVERTEM NA TOTALIDADE A FAVOR DE MÚSICOS

Porque a MUSA tem música no seu ADN, numa altura em que a cultura atravessa um dos mais difíceis momentos de que há memória, a MUSA não poderia deixar de se solidarizar com ela. O comprometimento com aquele que sempre foi um dos seus valores chave e o olhar atento às novas tendências, movimentos sociais e artísticos, a MUSA lançou uma cerveja em nome de todos e com o nome de todos aqueles que habitaram os dias dos quatro anos de vida da marca.

Foi com a música que a MUSA foi lançada, e ao lado dela que foram abertos todos os seus espaços, sendo através dela que lhe foi dada vida própria, alicerçada na capacidade universal que a música, assim como a cerveja, têm de unir e aproximar as pessoas, pelo que num momento tão difícil como o que agora todos vivemos, é chegada a altura de retribuir a todos, o que fizeram pela marca.

With a Little APA from my Friends combina o que de melhor a MUSA sabe fazer com tudo aquilo que os músicos deram à marca. Uma cerveja cujo valor da venda reverte, integralmente, para todos os artistas que passaram pela Fábrica, e por todos os espaços e iniciativas que a marca organizou por todo o país. O resultado é um abraço de nomes, um rótulo de afectos, uma cerveja com a dose certa de amizade. Fresca, feliz e melódica, marcada pelas notas de amizade, citrinos e frutos tropicais, para beber na janela, na varanda ou na marquise. 

A cerveja poderá ser adquirida através da loja online da cervejeira em www.loja.cervejamusa.com/ ou directamente na Fábrica de Marvila (todos os dias entre as 13h00 e as 20h30) e Musa da Bica (terça a sexta entre as 12h30 – 15h30 e 18h00 – 20h30; sábado 12h30 – 21h00; domingo 12h30 – 20h00). As entregas ao domicilio poderão ainda ser feitas através de encomendas nas apps Uber Eats e Glovo. As encomendas realizadas através da loja online da MUSA terão entrega gratuita.

A cerveja custará €2,5 e o valor total das receitas de venda será doado para todos os artistas que aceitarem a doação e cujo nome esteja no rótulo da garrafa, e que pode ver abaixo:

Alberto Vieira • Ana Bacalhau • Ana Markl • André Caxaria • Antoine Gilleron • António Bandeiras • April Marmara • Aurora Pinho • Bacalhau Sound System + Jeff Lenon • Banda Equador • Baque do Tejo • Baque Mulher • Bejaflor • Benjamim • Bikini Pill • Bispo • Blacksea Não Maya • Brandos Costumes • Bruno Pernadas • Bunny O’Williams • Cachupa Psicadélica • Candy Diaz • Capitão Fausto • captain casablanca • Carlão • Casabranca  • Casuar: • Catarina Branco • Catarina Munhá • Catxibi • Cave Story • Celeste Mariposa • Chima Hiro • Chong Kwong • Claudia Guerreiro • Co$tanza • Colónia Calúnia • Conan Osiris • CRUZ • Da Chick • Dakoi • David Bruno • DIGITVLBLVCK • Discossauro • Dj A boy named Su • DJ Black • Dj Cuidado • Dj Firmeza • Dj Glue • DJ Karpet • Dj Laranjeira • DJ Nevoeiro • DJ Problemas • DJ Quesadilla • Duo São Mansinhos • Ed • Eduardo Morais • El Salvador • Éme • Esteves • Farofa • Filho da Mãe • Filipe Sambado • Fisherman • Folin Carrell • Gabriele Acciardi • Gala Drop • Galgo • Ganso • George Silver guerrilha sound system • Helena Fagundes • Hélio Morais Hércules • HIFA • Hipster Pimba • Holly Hood • Holy Nothing • Ian Witchell • IGUANAS • Iguana Garcia • Instituto Fonográfico Tropical • Isa Pólvora • Jetro Tuga Joana Espadinha • Joana Rosa Mota • joão gil • João Kyron • João Maio Pinto • João Melgueira • Joaquim Quadros • Johnny Chase • Jorge Caiado • Jungle Julia • Kimi Djabaté • LA FLAMA Blanca • Lavoisier • Le Cirque du Freak • Lena d’Água • Leonor Bettencourt • Lewis M • Lua Felina • Luca Argel • Luís Filipe Rodrigues • Luis Severo • M3dusa • Madrepaz • Manel Fúria • Marcelo Perdido • Margarida Campelo • Maria Pandiello • Marinho • Marta Ren • Marvel Lima • Midnight • Mike El Nite • Miss Wonder • Modernos • Monday • Moullinex • Noise dolls club • Nuno Calado • Nuno Dias • PALMIERS • PAUS • 6 Pedro Lucas • Peste & Sida • Plastic People • Primeira Dama • PZ • Quelle Dead Gazelle • Quem és tu, Laura Santos? • Quim albergaria • Rádio Mundo • Rapaz Ego • Reis da Républica • Riding Pânico • Ripas • Ritmos Cholulteka • Rod Krieger • Rodrigo Vaz Pinto • Rui Maia • Sallim • Salto • Samba do Barril • Samuel Úria • San la Muerte • Sean Riley • Selecta Ayala • Selma Uamusse • Sheila Piranha • Shela • Silk • Sininho • Spicy Noodles • Sreya • Stasera • Stone Jones • Suave • Surma • Te Voy A Matar • The Brooms • The Legendary Tigerman • The Poppers • Tó Trips • Toni Fortuna • Trêsporcento • Trol2000 • Tropikal Sultan • Vasco Magalhães • Vicente Futscher • Vaiapraia e as rainhas do baile • Vilamar • Vive les Cônes • Xico da Ladra • Xinobi • Zarco

HEINEKEN CONVIDA ESTREIA-SE ONLINE COM ANTÓNIO ZAMBUJO

O Heineken Convida® está de volta, pelo terceiro ano consecutivo e traz novidades! Pensado no contexto excecional que os portugueses vivem atualmente, a marca de cerveja Heineken® juntou-se aos seus clientes do canal Horeca, com os quais está de braços dados, para continuar a proporcionar esta experiência musical única aos seus consumidores, prometendo formar a maior plateia de sempre do Heineken Convida.

Através de um novo formato, o #HeinekenConvidaChallenge, Heineken® pretende trazer uma perspetiva mais fresca ao isolamento social provocado pela pandemia Covid-19. Com as salas de espetáculos fechadas, as portas do festival Heineken Convida vão abrir-se de forma virtual já este sábado, dia 18 de abril, às 21h30 horas, com uma atuação online e gratuita na página oficial de Instagram de António Zambujo.

Com o objetivo de celebrar e apoiar a música nacional, António Zambujo vai proporcionar a todos os portugueses um showcase único, a partir de casa, dando assim início a um #HeinekenConvidaChallenge que vai envolver vários artistas nacionais, dos mais variados géneros musicais.

Depois de interpretar alguns dos seus êxitos, António Zambujo, o primeiro cabeça de cartaz, irá ainda cantar uma versão de uma música de um ‘artista-mistério’ que admira, desafiando-o a fazer o mesmo com outro convidado musical, formando-se assim uma corrente de artistas que durante as próximas semanas irão  partilhar as suas melhores versões com os fãs.

As datas e artistas das atuações seguintes serão anunciados no final de cada concerto e também a plateia virtual irá ser convidada a participar. Para isso, basta que todos os participantes partilhem as suas próprias versões das músicas de cada artista, através da hashtag #HeinekenConvidaChallenge, ficando assim habilitados a vários prémios e surpresas.

O Heineken Convida® está de volta, pelo terceiro ano consecutivo e traz novidades! Pensado no contexto excecional que os portugueses vivem atualmente, a marca de cerveja Heineken® juntou-se aos seus clientes do canal Horeca, com os quais está de braços dados, para continuar a proporcionar esta experiência musical única aos seus consumidores, prometendo formar a maior plateia de sempre do Heineken Convida.

CASA DA MÚSICA NO PORTO CANCELA CONCERTOS ATÉ 3 DE ABRIL

A Casa da Música no Porto, tomou a decisão de cancelar todos os concertos previstos para aquele espaço, até ao dia 3 de Abril inclusive, tendo em atenção as recomendações da Organização Mundial de Saúde, as orientações publicadas pela Direção-Geral da Saúde, e as decisões tomadas pelas autoridades locais e nacionais, sobre a frequência de espaços públicos.

No contexto atrás referido, de contenção da propagação do novo coronavírus (COVID-19), a Fundação Casa da Música decidiu cancelar, os concertos a realizar na Sala Suggia, na Sala 2 e no Café, até 3 de Abril, inclusive, reembolsando o valor dos bilhetes já pagos. Também a atividade da Casa no que concerne às visitas guiadas e à restauração fica limitada.

Informa ainda a Fundação Casa da Música, que o reembolso do valor dos bilhetes será feito presencialmente na bilheteira da Casa, se aí foram adquiridos, ou eletronicamente, se foram obtidos online.

Serão prestadas novas informações sempre que a situação o justificar.

FESTIVAL TREMOR 2020 NOS AÇORES CANCELADO DEVIDO AO COVID-19

O Festival Tremor 2020,  que se deveria realizar de 31 de Março a 4 de Abril, foi cancelado, na sequência das diretrizes estabelecidas pela, Direcção Geral de Saúde e pelo Governo dos Açores, relativamente ao esforço nacional de contenção do novo coronavírus (COVID-19).

É inegável a situação de excepção que se vive neste momento a nível mundial, que obriga a todos a adoptar medidas preventivas para evitar situações que possam acarretar consequências negativas para a saúde pública das populações nos territórios em que vivemos.

A organização tentou possível e o impossível para fazer o Tremor 2020 acontecer, mas, enquanto festival-experiência comprometido com o seu público e com os Açores, o Tremor não poderia tomar outra decisão que não a de agir de forma responsável num momento que se prevê de grandes dificuldades para o sector da cultura a nível local, nacional e internacional.

Tratou-se ainda de acordo com os promotores do festival, de uma decisão com impacto junto de todos aqueles que tinham já organizado a sua ida para os Açores e por isso, irá proceder à devolução dos bilhetes de todos aqueles que assim o desejarem, de acordo com as directrizes que pode consultar abaixo.

Fica a promessa, de fazer um Tremor diferenciado em 2021,  para que o festival regresse com uma nova proposta de programação que possa fazer de São Miguel o epicentro de uma experiência musical e cultural transformadora. Atendendo a que a decisão de cancelamento vai acarretar para a organização um esforço financeiro pesado, foi estendido o prazo de validade dos bilhetes, permitindo que os mesmos sejam válidos para a próxima edição do festival.

Procedimento para devolução de bilhetes:

Todos os que desejarem proceder à devolução do bilhete deverão realizar uma das seguintes ações no prazo máximo de 30 dias a contar da data do cancelamento.

Para bilhetes adquiridos nos pontos de venda (FNAC, CTT, WORTEN) – deverão enviar um email com o bilhete(s) digitalizado(s), sendo visível o seu código de barras e os seguintes dados: IBAN, nome completo; número do documento de identificação e número de identificação fiscal, para posterior reembolso para info@tremor-pdl.com

Para os bilhetes adquiridos na La Bamba Record Store, devem dirigir-se ao ponto de venda, para devolução do bilhete, munidos de IBAN, nome completo, número do documento de identificação e número de identificação fiscal para posterior reembolso.

Para bilhetes adquiridos na BOL Online: Serão contactados os compradores por email a partir do dia 13 de Março de 2020.

NOTA: Todas as devoluções serão realizadas por transferência bancária.

Procedimento para manutenção do bilhete e alargamento do prazo de validade por 1 ano:

Após o prazo de 30 dias os bilhetes não reclamados transitam automaticamente para a edição 2021 do Tremor, ficando os códigos de barras automaticamente atualizados para a nova sessão.

Informações ou dúvidas podem ser colocadas por e-mail para info@tremor-pdl.com.

O Festival Tremor 2020,  que se deveria realizar de 31 de Março a 4 de Abril, foi cancelado, na sequência das diretrizes estabelecidas pela, Direcção Geral de Saúde e pelo Governo dos Açores, relativamente ao esforço nacional de contenção do novo coronavírus (COVID-19).

SOLISTAS DA METROPOLITANA APRESENTAM “FATA MORGANA” NO MUSEU DO ORIENTE

Os Solistas da Metropolitana, propõem uma curiosa combinação entre flauta e piano, que ressalta as diferenças entre os dois instrumentos, mas que resulta numa complementaridade vibrante, com “Fata Morgana”, o recital que o Museu do Oriente apresenta no dia 15 de Fevereiro, às 16.00. A entrada é gratuita.

Através de quatro obras de diferentes esferas do universo musical, a ancestralidade da flauta acomoda-se com naturalidade na sofisticação técnica do piano. Por seu turno, o piano resplandece num leque de possibilidades, que se estende desde o intimismo difuso ao aparato sinfónico. Diante da imponência visual e sonora deste, a sua aparente fragilidade transfigura-se em deslumbramento lírico, seja frugal ou acerbado, na virtuosa destreza de movimentos ágeis e rebuscados ou em registos soturnos arrebatadores.

As primeiras duas peças são trabalhos assinados recentemente, por dois compositores consagrados no panorama musical português. Amílcar Vasques Dias inspirou-se no efeito de miragem que por vezes se vislumbra no horizonte e que se conhece pelo nome “Fata Morgana”. A obra foi estreada nos Encontros Nova Música, realizados em fevereiro de 2017, em Vila do Conde. Três meses mais tarde, Sérgio Azevedo fez estrear a sua “Suite Inutile”, no âmbito da Semana da Composição promovida pela Escola Superior de Música de Lisboa, que agora é apresentada, em estreia, numa versão revista.

Recua-se depois até aos anos 1940, e em particular ao contexto dos exames finais do Conservatório de Paris, onde sempre se exigia aos estudantes que comprovassem as suas aptidões através da interpretação de uma criação contemporânea com elevado nível de dificuldade técnica e expressiva para o seu instrumento: são as célebres ‘Pièces de Concours’. Foi para esse propósito específico que os franceses Henri Dutilleux e Pierre Sancan compuseram as duas Sonatinas que completam este programa.

A entrada é gratuita, mediante levantamento de bilhete no próprio dia.

Programa:

Fata Morgana | Amílcar Vasques Dias (2)

Suite Inutile (estreia da versão revista) | Sérgio Azevedo (1)

Sonatina para Flauta e Piano | Henri Dutilleux (2)

Sonatina para Flauta e Piano | Pierre Sancan  (1)

Nuno Inácio [flauta (1)] | Janete Santos [flauta (2)] | Alexei Eremine [piano]

 

“Fata Morgana” – Solistas da Metropolitana

15 de Fevereiro, sábado

16.00

Duração: 75’

M/6 anos

Entrada gratuita, mediante levantamento de bilhete no próprio dia

PORTAS ABERTAS – RISING STARS NA GULBENKIAN COM ENTRADA GRATUITA

A 6.ª edição do Portas Abertas – Rising Stars, um dia inteiro dedicado à música com os mais promissores músicos europeus num ambiente festivo e informal, será no dia 16 de fevereiro, no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian.

Estas novas estrelas da música integram um programa desenvolvido pela ECHO – European Concert Hall Organisation, uma rede que engloba uma série de prestigiadas salas de concertos, da qual a Fundação faz parte. As instituições envolvidas nesta rede selecionam, anualmente, jovens músicos de excecional talento que, para além de receberem formação, têm a oportunidade de atuar nos diversos palcos associados, onde atuam os grandes intérpretes da música mundial.

Cabe a abertura do Portas Abertas – Rising Stars, ao jovem trompetista Simon Höfele que interpretará obras de Gershwin, Ravel, Miroslav Srnka e Georges Enesco.

Segue-se o recital do clarinetista Magnus Holmander com obras de Schumann, Arvo Pärt, Debussy, Luigi Bassi e Molly Kien. Mais tarde apresenta-se no palco do Grande Auditório a violinista Noa Wildschut para interpretar obras de Schubert, Joey Roukens e Prokofiev.
O violoncelista Pablo Ferrández apresenta obras de Max Bruch, Antón García-Abril e César Franck. Segue-se o português João Barradas (acordeão) com peças de Bach, Keith Jarrett e Luciano Berio. A terminar, sobe ao palco o Goldmund Quartett, que irá interpretar obras de Haydn, Dobrinka Tabakova e Debussy.

Para além das apresentações dos Rising Stars, o programa Portas Abertas inclui ainda atividades e oficinas para toda a família, masterclasses com os jovens músicos e exibição de vídeos educativos sobre os instrumentos da Orquestra Gulbenkian e os bastidores do Grande Auditório.

A 6.ª edição do Portas Abertas – Rising Stars, um dia inteiro dedicado à música com os mais promissores músicos europeus num ambiente festivo e informal, será no dia 16 de fevereiro, no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian.
Simon Höfele

Simon Höfele

Com apenas 25 anos, é considerado um dos mais entusiasmantes trompetistas da nova geração. Vencedor de vários prémios, Simon Höfele é também presença assídua nas grandes salas de concertos ao lado de orquestras de renome como a Royal Concertgebouw Orchestra.

A 6.ª edição do Portas Abertas – Rising Stars, um dia inteiro dedicado à música com os mais promissores músicos europeus num ambiente festivo e informal, será no dia 16 de fevereiro, no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian.
Magnus Holmander

Magnus Holmander

O clarinetista sueco revelou-se um músico excecional desde muito cedo e em 2017 confirmou o seu talento ao vencer a mais importante competição de música de câmara na Suécia, a “Ung&Lovande”. O júri destacou “a brilhante técnica e natural presença em palco”.

A 6.ª edição do Portas Abertas – Rising Stars, um dia inteiro dedicado à música com os mais promissores músicos europeus num ambiente festivo e informal, será no dia 16 de fevereiro, no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian.
Noa Widschut

Noa Wildschut

Aos 18 anos, a violonista holandesa já arrecadou vários prémios importantes e com apenas sete estreou-se na sala principal da Concertgebouw de Amesterdão. Desde 2016 que faz parte do exclusivo catálogo da Warner Classics – “um milagre da musicalidade”, diz a crítica holandesa.

PORTAS ABERTAS - RISING STARS NA GULBENKIAN COM ENTRADA GRATUITA
Pablo Ferrández

Pablo Ferrández

Vencedor de prémios na XV International Tchaikovsky Competition, V Paulo International Cello Competition e ICMA 2016 “Young Artist of the Year”, Pablo Ferrández é considerado aos 26 anos um dos melhores violoncelistas da atualidade, com uma “técnica esplêndida e profunda musicalidade”.

PORTAS ABERTAS - RISING STARS NA GULBENKIAN COM ENTRADA GRATUITA
João Barradas

João Barradas

Notável acordeonista e vencedor dos principais concursos mundiais dedicados ao acordeão, João Barradas já gravou com a prestigiada editora nova-iorquina Inner Circle Music e move-se com brilhantismo tanto na música clássica como no jazz ou na música improvisada.

PORTAS ABERTAS - RISING STARS NA GULBENKIAN COM ENTRADA GRATUITA
Goldmund Quartett

Goldmund Quartett

Um agrupamento tão jovem e já com críticas num dos jornais mais prestigiados do mundo, o Washington Post: “conquistaram os corações da plateia logo nos primeiros acordes (…)”. Philharmonie de Paris, Concertgebouw de Amesterdão e Festspielhaus Baden-Baden são algumas das salas que fazem parte do circuito deste quarteto.

ANO DO RATO CELEBRA-SE NO MUSEU DO ORIENTE COM ENTRADA GRATUITA

O Museu do Oriente dá as boas-vindas ao Ano do Rato, o novo ano lunar chinês, com entrada gratuita no sábado, dia 25 de Janeiro, e actividades programadas para toda a família, que se prologam de 24 a 26 de Janeiro.

As celebrações do Ano do Rato iniciam-se na sexta-feira, 24 de Janeiro, às 19.00, com a visita performativa “Do camarim ao palco!”. Esta viagem pelo maravilhoso mundo do espectáculo, o calor dos aplausos e o brilho das luzes mostra, na primeira pessoa, como a vida de uma actor de Ópera Chinesa se conta desde tenra idade e como, no momento em que a personagem volta a dar ao lugar ao indivíduo, assistimos à partilha de todas as memórias vividas em palco.

ANO DO RATO CELEBRA-SE NO MUSEU DO ORIENTE COM ENTRADA GRATUITA
Arte chinesa do Jianzhi, ou Recorte de Papel

 

ANO DO RATO CELEBRA-SE NO MUSEU DO ORIENTE COM ENTRADA GRATUITA
Arte chinesa do Jianzhi, ou Recorte de Papel

No sábado de manhã, a partir das 10.00, os visitantes do Museu do Oriente são convidados a aprender a arte chinesa do Jianzhi, ou Recorte de Papel, numa oficina que ensina a criar ilustrações decorativas. Com cerca de 1.500 anos de História, esta tradição é classificada pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade, acreditando-se ter uma função essencialmente religiosa e espiritual, sendo utilizada por ocasião das celebrações do Ano Novo para atrair a sorte.

Na China, estes festejos multiplicam-se desde a Lua Nova que marca o início do ano, até à Lua Cheia, com o Festival das Lanternas a marcar o encerramento das celebrações. A partir das 15.00, o Museu do Oriente desafia os mais novos a construírem a sua própria versão de lanterna chinesa, na oficina “Uma Festa das Lanternas”, indicada para crianças entre os 7 e os 12 anos.

A celebração musical tem início às 19.00, com o espectáculo “A Voz Lírica: Árias e Canções”, pela voz de Isabel Alcobia, acompanhada pela pianista chinesa Shao Ling. Montanha Yi Meng e Caminho da Luz Solar, as duas canções chinesas da abertura, articulam a serenidade de uma melodia montanhosa com a velocidade e energia moderna de uma canção urbana, representando um gesto de celebração ao Ano Novo Chinês.

A encerrar os festejos, no domingo, 26 de Janeiro, “Um mistério de Ano Novo!” é o que terão de resolver os participantes da visita “No Museu me oriento com quase todos os sentidos…”. Através do toque, do som, do cheiro e de todas as histórias que se vão ouvir sobre ele, miúdos e graúdos terão de adivinhar de que objecto se trata, sem o poderem ver.

Segundo a tradição chinesa, o ano que agora inicia será positivo a todos os níveis, de bonança e paz mundial, uma vez que o Rato é um animal reverenciado pelo seu raciocínio rápido e capacidade de acumular e manter objectos de valor, sendo símbolo de boa sorte e riqueza.

A entrada no Museu do Oriente é gratuita no dia 25 de Janeiro, mas as actividades programadas, pagas, requerem inscrição ou compra de bilhete.

Visita performativa “Do camarim ao palco!”

24 de Janeiro

19.00

Público-alvo: famílias com crianças M/ 5 anos [acompanhados por um adulto]
Preço: 6 €/ participante

Participantes: mín. 14, máx. 26

Workshop Jianzhi – Tradicional Arte de Recorte de Papel

25 de Janeiro

10.00-13.00

Preço: 35 €

Participantes: mín. 7, máx. 15

“Uma Festa das Lanternas”

Sábados em Oficina

25 Janeiro

Horário: 15.00-17.00
Público-alvo: 7-12 anos
Preço: 5 €/ participante

Participantes: mín. 8, máx. 15

A Voz Lírica: Árias e Canções

Ciclo Piano Forte

Recital com Isabel Alcobia (canto) e Shao Ling (piano)

25 de Janeiro

Auditório

19.00

Duração: 75’, com intervalo

Público: M/6 anos

Preço: 12 €

“No Museu me Oriento com Quase Todos os Sentidos…”

Em colaboração com Locus Acesso

26 de Janeiro

Horário: 11.00-12.00
Público-alvo: M/ 7 anos
Preço: 5 €/ participante

Participantes: mín. 15, máx. 20

Criar Conta de Utilizador