TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS

FESTAS DE LISBOA 2019 COMEÇAM JÁ NO DIA 1 DE JUNHO

As Festas de Lisboa 2019 arrancam sábado com um grandioso espetáculo de funambulismo.

É já este fim de semana que abrem oficialmente as Festas de Lisboa 2019 e este ano com uma subida literalmente aos ares com um grande espetáculo de funambulismo que irá fixar todos os olhares nos céus.

Linhas Voadoras é o nome do espetáculo de arte circense, baseado no exercício de equilibrismo sobre uma corda, que vai abrir as Festas no dia 1, sábado, a partir das 19h30.

Na Alameda D. Afonso Henriques, Tatiana-Mosio Bongonga, uma das poucas mulheres a atuar a esta altitude, irá percorrer uma corda bamba, a 33 metros do chão. O trajeto aéreo, em direção à Fonte Luminosa, será acompanhado por música interpretada ao vivo por músicos da Banda da Armada e elementos da companhia Basinga que a artista fundou em 2014.

Na primeira semana das Festas, há muito mais para ver, ouvir e desfrutar em Lisboa, ao ar livre e nos espaços culturais da EGEAC, através de propostas artísticas variadas e de entrada gratuita para todas as idades, não esquecendo os mais novos porque afinal, sábado, é o Dia Mundial da Criança.

Assim, outra paragem obrigatória durante o fim de semana será o teatro LU.CA – teatro para crianças e jovens – que celebra o seu primeiro aniversário com várias atividades livres.

Consulte aqui todo o programa das Festas de Lisboa 2019.

Alfama vence desfile das Marchas Populares de Lisboa

Na noite mais longa do ano em Lisboa, de 12 para 13 de junho de 2017, a Avenida recebeu a 85ª edição das Marchas Populares, em mais um espetáculo cheio de cor, música, muita emoção e claro, algum nervosismo.

O bairro de Alfama foi o vencedor da edição deste ano das Marchas Populares de Lisboa, tendo o segundo lugar sido atribuído à marcha do Bairro Alto e o terceiro à marcha da Madragoa.

Este ano, as Marchas Populares de Lisboa fizeram uma alusão ao oceano Atlântico como “mar de encontros”, no âmbito de “Passado e Presente – Lisboa, capital ibero-americana de Cultura”. tendo sido 23 as Marchas Populares que partiram do Marquês de Pombal, descendo a Avenida da Liberdade rumo aos Restauradores, além dos agrupamentos convidados (Marcha do Bairro dos Anjos, de Leiria; Marcha da Rua da Cabine de Quarteira e Marcha Verde Gaio de Lordosa, de Viseu) e do habitual desfile dos Noivos de Santo António. 

Destas, 20 marchas entraram em competição e avaliadas com uma pontuação de 0 a 20 e em dois momentos, no MEO Arena nos passados dias 2, 3 e 4 e na Avenida da Liberdade nas categorias de Coreografia, Cenografia, Figurino, Melhor Letra, Musicalidade, Melhor Composição Original e Desfile da Avenida.

Classificações finais das Marchas Populares de Lisboa 2017

Alfama – 247 pontos

Bairro Alto – 237 pontos

Madragoa – 236 pontos

4ª Alcântara – 232 pontos

5ª Bica – 229 pontos

6ª Carnide – 223 pontos

7ª Graça – 219 pontos

8ª Castelo – 209 pontos

9ª São Vicente – 208 pontos

10ª Penha de França – 205 pontos

10ª Mouraria – 205 pontos

12ª Ajuda – 202 pontos

13ª Olivais – 200 pontos

14ª Bela Flor – Campolide – 195 pontos

15ª Marvila – 191 pontos

16ª Campo de Ourique – 181 pontos

17ª Belém – 180 pontos

18ª Alto do Pina – 180 pontos

19ª Benfica – 170 pontos

20ª Santa Engrácia – 163 pontos

Classificações por categoria das Marchas Populares de Lisboa 2017:

Melhor Coreografia – Madragoa

Melhor Cenografia – Carnide

Melhor Figurino – Alfama

Melhor Letra – Bica

Melhor Musicalidade – Alfama

Melhor Composição Original – “Piratas on the rock”, executada pela Marcha da Bela Flor – Campolide

Melhor Desfile da Avenida – Bairro Alto

Na noite mais longa do ano em Lisboa, de 12 para 13 de junho de 2017, a Avenida recebeu a 85ª edição das Marchas Populares, em mais um espetáculo cheio de cor, música, muita emoção e claro, algum nervosismo, tendo Alfama vencido a competição.

Marchas Populares desfilam hoje na Avenida da Liberdade

Hoje é o grande dia do desfile das Marchas Populares na Avenida da Liberdade. A partir das 21h00, um dos momentos altos das Festas de Lisboa e que estão na sua génese dão cor, alegria e animação à cosmopolita avenida alfacinha.

Hoje são uma tradição popular, embora tenham sido à data da sua criação, nos anos 30, uma ideia de agentes ligados ao Estado Novo. Os lisboetas apropriaram-se desta festa e tornaram-na uma tradição sua, já que só assim se explica o seu sucesso e a sua longevidade.

Dezenas e dezenas de pessoas (desde ensaiadores, figurinistas, costureiros, cavalinho e, claro, marchantes) trabalham afincadamente o ano inteiro para que o desfile da sua marcha seja absolutamente espetacular, num esforço coletivo e muitas vezes voluntário. Porque não há cansaço que resista à paixão pelo seu bairro.

No concurso de 2017, estão de volta as Marchas do Castelo e de Belém., mas também há representantes de fora de Lisboa e este ano a organização convidou um representante do Algarve (a Marcha da Rua da Cabine, da Quarteira), um de Leiria (a Marcha da Associação do Bairro dos Anjos) e outro de Viseu (Marcha da Associação Folclórica Cultural e Recreativa Verde Gaio de Lordosa).

Esperam-se como habitualmente milhares de pessoas ao longo da Avenida da Liberdade para assistir a uma disputa acesa pela obtenção do primeiro lugar neste desfile. 

Recomendamos que nas suas deslocações tenha em atenção as recomendações relativas aos condicionamentos de trânsito existentes nas zonas onde decorrem as Festas de Lisboa, designadamente as Marchas Populares na Avenida da Liberdade, e nos bairros onde os arraiais populares são festejados.

Para mais informações, consulte aqui o alinhamento das marchas e veja como aperitivo um vídeo das Marchas Populares no ano passado.

 

Festas de Lisboa estão aí! Tempo de sardinhas e manjericos

Mês de junho é sinónimo de Festas de Lisboa! Tempo de sardinhas e manjericos, de muita diversão e folia. A programação oficial já foi divulgada, e para além dos festejos populares tradicionais, haverá festivais de cinema, dança, teatro, literatura e exposições, e nem as redes sociais faltam, tudo em nome da cultura.

Mês de junho é sinónimo de Festas de Lisboa! Tempo de sardinhas e manjericos, de muita diversão e folia. A programação oficial já foi divulgada, e para além dos festejos populares tradicionais, haverá festivais de cinema, dança, teatro, literatura e exposições, e nem as redes sociais não faltam, tudo em nome da cultura.

As Festas de Lisboa, lançam o desafio da partilha no Instagram de fotografias das montras das 63 lojas históricas classificadas pela Câmara Municipal de Lisboa. Não se esqueça de que a ordem expressa é para “Instagramar à vontade do freguês!”.

Entre 1 e 30 de junho haverá os tradicionais arraiais populares  em todos os bairros típicos de Lisboa, desde Alfama, Bairro Alto, Madragoa, Mouraria, Campolide, Graça, Carnide e Alcântara como habitualmente, onde a sardinha é a rainha das festas.

Sendo Lisboa em 2017 a Capital Ibero-americana da Cultura, os lisboetas e todos os visitantes que nesta altura rumam à capital, são convidados a uma viagem cultural pela América, África e Europa. 

Mês de junho é sinónimo de Festas de Lisboa! Tempo de sardinhas e manjericos, de muita diversão e folia. A programação oficial já foi divulgada, e para além dos festejos populares tradicionais, haverá festivais de cinema, dança, teatro, literatura e exposições, e nem as redes sociais não faltam, tudo em nome da cultura.

No dia 3 de junho, a Orquestra Gulbenkian, acompanhada pelo guitarrista Pablo Sáinz Villegas, leva à Praça do comércio o famoso Concerto de Aranjuez,  enquanto nos dia 8, 9 e 10 no Castelo de São Jorge o fado se junta ao flamenco, ao chorinho e ao tango.

Nos jardins do Palácio Pimenta do Museu de Lisboa no Campo Grande, o festival ‘Soy Loco por Ti, America’ leva música, leitura e gastronomia do Perú, Cuba, Argentina e Brasil, com concertos de nomes como Susana Baca e Chico César.

Um dos outros pontos altos das Festas de Lisboa, são os Casamentos de Santo António que decorrem no dia 12 junho, tal como as  Marchas Populares que nessa noite vão desfilar na Avenida da Liberdade.

Exposições de Santo António, o fado, cartas do exílio ou a Operação Condor são alguns dos temas escolhidos, mas haverá festas a pensar nos mais novos.

Entretanto a 7.ª edição do Concurso Sardinhas Festas de Lisboa 2017, já tem vencedores e serão estas as eleitas para enfeitar e representar a cidade durante a celebração.

As festas terminam no dia 1 de julho, na Praça do Comércio com um grande baile, ao som dos cubanos Los Van Van e dos franceses Gipsy Kings.

A programação completa das Festas de Lisboa pode ser vista aqui

Concurso Grande Marcha de Lisboa 2017

O concurso para a letra e música da Grande Marcha de Lisboa 2017, da responsabilidade da EGEAC, está aberto a todos os autores e vai decorrer até 22 de fevereiro, tendo o tema de incluir obrigatoriamente as palavras “Lisboa” e “Atlântico, mar de encontros”, no âmbito de “Passado e Presente – Lisboa, capital ibero-americana de Cultura”.

A composição vencedora, além de um prémio no valor de 5.500 euros será interpretada por todas as marchas participantes nas três exibições no Meo Arena e no desfile das Marchas Populares, na noite de 12 de Junho de 2017, na Avenida da Liberdade.

Todas as informações e condições de participação no Concurso da Grande Marcha de Lisboa 2017, podem ser consultadas aqui

Fonte: EGEAC

 

Criar Conta de Utilizador