TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS
|

Museu de Arte Urbana em Cascais com Vhils na primeira linha

A Câmara Municipal de Cascais divulgou numa cerimónia de apresentação as principais iniciativas culturais para 2017, sendo de destacar a criação do Museu de Arte Urbana, com o artista Vhils na primeira linha, com 300 obras da sua coleção particular. 

Esventrar uma parede e expor-lhe as entranhas, é isso que Vhils faz. Descobre as camadas de pedra que a formam, numa referência às camadas que nos formam enquanto pessoas e que formam também uma cidade – cidade essa que ele humaniza, dando-lhe uma cara, e pondo-nos face a face com ela.

Uma das muitas obras de Vhils espalhadas por todo o mundo
Uma das muitas obras de Vhils espalhadas por todo o mundo

Esta novidade de grande impacto cultural foi divulgada pelo vice-presidente da autarquia, Miguel Pinto Luz, numa cerimónia em que esteve igualmente presente o presidente da câmara, Carlos Carreiras, e onde foram divulgadas cerca de 50 iniciativas, desde música, teatro, desporto passando pela política, com uma participação financeira da câmara na ordem dos 8 milhões de euros. 

A acompanhar Alexandre Farto, mais conhecido por Vhils, pintor e grafiteiro português, conhecido pelos seus “rostos” esculpidos em paredes, estarão outros artistas nos 1200 metros quadrados que vai ocupar esta área dedicada à arte urbana no bairro dos Museus, onde já se encontra a Casa das Histórias Paula Rego.

A exemplo do que foi feito em Lisboa, será implementada em Cascais uma taxa turística, que servirá de suporte financeiro a estas iniciativas culturais que começa a ser cobrada no próximo mês de fevereiro, e em que a autarquia estima que só dos hotéis a receita seja da ordem dos 1,2 milhões de euros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Criar Conta de Utilizador