TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS

InArt – Community Arts Festival regressa a Lisboa

De 6 a 11 de Junho, o InArt – Community Arts Festival regressa a Lisboa com espectáculos, filmes, conversas, workshops e masterclasses, num formato reinventado.

InArt é um festival único a nível nacional. Promove e divulga as artes como forma de trabalho artístico, pedagógico e de integração social. É um evento inovador, inclusivo e acessível que explora novas estratégias de trabalho e interacção das pessoas com deficiência e outras comunidades com menos oportunidades de participação, nas artes performativas, promovendo um intercâmbio criativo a nível internacional.

Com a presença de 14 oradores e moderadores nacionais e estrangeiros, o Seminário acontece a 2 de Junho na Fundação Portuguesa das Comunicações e pretende reflectir sobre as diferentes formas de arte e a forma como estas chegam, tocam e transformam as pessoas e as diferentes comunidades. 

De 6 a 11 de Junho, o InArt muda-se para o Teatro São Luiz com um programa que reflecte e destaca o trabalho dos artistas com necessidades especiais que desafiam as ideias convencionais através da narrativa e do conteúdo. Serão quatro espectáculos, duas masterclasses e uma Mostra de Filmes, com a presença dos realizadores para uma conversa com o público no final.

InArt é um festival único a nível nacional. Promove e divulga as artes como forma de trabalho artístico, pedagógico e de integração social. É um evento inovador, inclusivo e acessível que explora novas estratégias de trabalho e interacção das pessoas com deficiência e outras comunidades com menos oportunidades de participação, nas artes performativas, promovendo um intercâmbio criativo a nível internacional.  

InArt é um festival único a nível nacional. Promove e divulga as artes como forma de trabalho artístico, pedagógico e de integração social. É um evento inovador, inclusivo e acessível que explora novas estratégias de trabalho e interacção das pessoas com deficiência e outras comunidades com menos oportunidades de participação, nas artes performativas, promovendo um intercâmbio criativo a nível internacional.
Com a participação de oradores e moderadores nacionais e estrangeiros, o Seminário pretende reflectir sobre as diferentes formas de arte e a forma como estas chegam, tocam e transformam as pessoas e as diferentes comunidades.

InArt é um festival único a nível nacional. Promove e divulga as artes como forma de trabalho artístico, pedagógico e de integração social. É um evento inovador, inclusivo e acessível que explora novas estratégias de trabalho e interacção das pessoas com deficiência e outras comunidades com menos oportunidades de participação, nas artes performativas, promovendo um intercâmbio criativo a nível internacional.

Monkey Mind, espectáculo de abertura do InArt, é um encontro intenso entre cinco bailarinos, três dos quais com síndrome Down, que vão além do esperado, sem inibições de romper tabus.

EU MAIOR, em estreia absoluta, é um dos pontos altos desta edição. Um espectáculo onde as crianças são as estrelas principais e onde cada super-poder ganha vida própria transformando fragilidades em movimentos.

O InArt – Community Arts Festival pretende investigar e analisar novas estratégias de trabalho e interacção de pessoas com deficiência e outras comunidades com menos hipóteses de participação e contacto com as diversas formas de expressão artística. Quatro workshops participativos de dança e cinema inclusivo e um site specific com Robbie Synge e Julie Cleves promovem encontros entre as diferentes comunidades e gerações.

O principal objectivo do InArt é promover e divulgar as artes como forma de trabalho pedagógico, ocupacional e de integração social, sensibilizando profissionais que intervêm com pessoas com deficiência, e outras comunidades, para a importância das artes como ferramenta de combate à exclusão social.

Programa

SEMINÁRIO Intersecção de Experiências Práticas e Teóricas na Arte Participativa

2 de Junho 9h30 às 18h30 Fundação Portuguesa das Comunicações 

09:30 Secretariado e Boas-Vindas

09:50 Introdução Ana Rita Barata, Pedro Senna Nunes (Vo’Arte) e Fátima Almeida (Fundação Portuguesa das Comunicações) 10:00 Proporcionar a qualidade na arte participativa Reforçar parcerias para a qualidade na arte participativa – Grupo de trabalho Rachel Blanche (Queen Margaret University, Edimburgo)

11:00 Uma perspectiva nacional: práticas de avaliação artística e auto-reflexão no programa PARTIS Isabel Lucena (Consultora de Arte e Cultura)

11:40 Pausa

12:00 Desafios da avaliação de programas que utilizam práticas artísticas para a inclusão social: o caso do programa PARTIS Paulo Teixeira (Consultor Logframe)

12:30 A Escolha Artística – entre a estética e uma nova ética do corpo Jenny Sealey (Directora Artística Graeae Theatre Company) e Ana Rita Barata (Coreógrafa da CiM) Moderador: Rodrigo Santos (Jurista, Chefe de Divisão FCT, Presidente Conselho Fiscal e Jurisdição, ACAPO) 13:00 Debate

13:30 Pausa para almoço

14:30 A inclusão nas políticas culturais – que lugar? Joana Cardoso (Presidente do Conselho de Administração da EGEAC) e Marta Martins (Directora Executiva da Artemrede) Moderadora: Maria Vlachou (Directora Executiva da Acesso Cultura)

15:20 Acessibilidade às Artes – que continuidade? Américo Peças (Pedagogo, formador e investigador na área do desenvolvimento humano), Teresa Simas (Gestão Artística OCP – Orquestra de Câmara Portuguesa), Isabel Lucena (Consultora de Arte e Cultura) e Luís Rocha (MEF – Movimento de Expressão Fotográfica) Moderador: Rodrigo Santos 17:00 Comunicação acessível – dos media, à instituição, à pessoa com deficiência Maria Vlachou (Directora Executiva da Acesso Cultura) e Roger Mor (Magazine Consigo – RTP2) Moderador: Rodrigo Santos

18:00 Reflexão e Debate

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Criar Conta de Utilizador