TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS
|

George Michael morre aos 53 anos em pleno dia de Natal

Ao longo de 2017, foram várias as personalidades que nos deixaram. Neste Natal, foi mais uma. Georgios Kyriacos Panayiotou, mais conhecido como o cantor britânico George Michael, faleceu com 53 anos em pleno dia de Natal na sua casa em Oxfordshire, Inglaterra.

Segundo fonte, citada pela BBC, o cantor morreu em casa, “pacificamente”, não acreditando a polícia que o óbito tenha ocorrido em circunstâncias suspeitas. Já em 2011, também no final de Dezembro, George Michael esteve três semanas em coma num hospital austríaco a batalhar contra um grave caso de saúde relacionado com uma pneumonia.

George Michael teve uma vida marcada, tanto com fama e sucessos, como com controvérsias, tanto na vida profissional como na sua vida pessoal.  Depois do êxito comercial “Faith”, o cantor escreveu em 1990 o álbum “Listen Without Prejudice Vol. 1”, e que originou uma longa batalha nos tribunais com a editor que o representava na altura, a Sony. Michael argumentou de que o contrato que assinara com a editora em 1988, equivalia a um tipo de “escravidão profissional”, pois retirava-lhe o controlo artístico e comercial sobre o seu trabalho e ter uma vigência por 15 anos. O objectivo deste albúm foi mostrar-se como um artista mais sério, após ficar conhecido como ícone pop e sex symbol. No entanto a editora Sony não gostou da ideia e não promoveu o disco como George Michael queria. Esta disputa legal de ano e meio acabou com a derrota de George Michael, que só posteriormente em 1996 voltaria a editar um novo álbum, “Older”. Este é um trabalho mais pesado e melancólico, muito devido a depressões ocasionais e especialmente à morte súbita do amante, Anselmo Feleppa, em 1993. Foi também durante o lançamento deste disco, que em 1996, Michael conhece Kenny Goss, que o terá dissuadido de se suicidar. Esta foi a relação amorosa mais duradoura durante a sua vida.

Em 1998 o cantor assumiu a sua homossexualidade, depois de ter sido detido numa casa de banho pública em actos sexuais.

O seu último trabalho de originais “Patience”, de 2004, foi bastante aclamado, o que o levou de novo aos palcos  e à estrada. Foi também o primeiro músico a actuar no renovado Estádio de Wembley, em Março de 2007. Nesse mesmo ano, George Michael dá o seu primeiro e único concerto em Portugal, no Estádio Cidade de Coimbra.

O seu o único albúm ao vivo, chamado “Symphonica”, foi lançado em 2014. Para Março de 2017, George Michael estaria a preparar um documentário sobre a sua vida e carreira e também o relançamento de “Listen Without Prejudice Vol. 1”, novamente com a sua antiga editora, a Sony, com quem voltou a assinar contrato.

Ao longo de quatro décadas, o artista tanto com os WHAM! como a solo, vendeu mais de 100 milhões de álbuns.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Criar Conta de Utilizador