TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS
O Quarteto Metamorfosis

QUARTETO METAMORFOSIS NO MUSEU NACIONAL DA MÚSICA

O Quarteto Metamorfosis, foi formado em 2014 pelos professores Profª Drª Beatriz Alessio, Prof Dr. Alexandre Casado, Profª Drª Suzana Kato, Profª Ma. Laura Jordão. O Metamorfosis foi criado a partir da percepção de uma carência no cenário musical em Salvador, Brasil, nas formações mais tradicionais da música camerística. Centenas de obras importantíssimas foram escritas para essas formações desde o período barroco até os nossos dias e o Quarteto METAMORFOSIS surgiu como um grupo disposto a dedicar-se ao cultivo e difusão desse repertório. O Quarteto Metamorfosis, atua dia 23 de Novembro, pelas 19:00, no Museu Nacional da Música, com entrada livre.

O grupo busca enriquecer o cenário musical local, propiciando ao público e aos estudantes de música da cidade a oportunidade de tomar contacto com peças chave para a fruição, entendimento e apreciação da música de concerto. A formação do METAMORFOSIS é flexível e varia frequentemente a sua formação, apresentando-se como também como trio e quinteto. Apesar de ser um grupo relativamente jovem, o METAMORFOSIS já se apresentou inúmeras vezes em Salvador e efectuou até o momento cinco digressões, duas nacionais e três internacionais,com concertos em quatro países e doze cidades de seis estados diferentes. Actuante na divulgação da música brasileira, fez até o momento 4 estreias baianas e mundiais de obras de compositores brasileiros. O grupo também tem uma importante vertente pedagógica, fazendo cursos e masterclasses.

Alexandre Casado (VIOLINO) – Pernambucano de Recife, iniciou seus estudos musicais aos seis anos e o violino aos nove. Aos dezoito anos foi aceito na classe do Maestro Corrado Romano, no Conservatório Superior de Música de Genebra, Suíça, onde se graduou em tempo mínimo e obteve em 1996 o Prêmio de Virtuosidade. Na Itália, após a conclusão do conservatório na Suíça, estudou com Pavel Vernikov. Atuou com vários músicos de renome como Aurèle Nicolet, J. Starker, D. Grosgurin entre outros. Como solista foi regido pelos maestros E. Egan, Helena Herrera, Arlindo Teixeira, Osvaldo Colarusso, Osvaldo D’Amore, Osman Gioia, Marc Kissocs entre outros. No Brasil, foi professor da Universidade Federal do RN, “Spalla” da Orquestra Sinfônica da Bahia e atualmente é Professor Doutor da Universidade Federal da Bahia.

Laura Jordão (VIOLA) – Graduou-se em violino pela Universidade Federal da Bahia em 2003. No mesmo ano iniciou o mestrado em violino pela Penn State University nos Estados Unidos,
estudando com o professor James Lyon. Durante esse período iniciou os estudos na viola com o professor Timothy Deighton e em 2006 concluiu o mestrado duplo recebendo o título de mestre em
violino e viola. Durante os estudos na Penn State Universtiy, foi spalla do “Penn State Baroque Ensemble”, violinista do “Pallas String Quartet”, violista do “Penn State Graduate Quartet” e
principal viola da orquestra de câmara e orquestra filarmônica da Penn State, com quem viajou em digressão pela Espanha em 2006. Continuando seus estudos em viola, ingressou na Duquesne
University, onde estudou durante dois anos sob orientação de professores da Pittsburgh Symphony. Ainda nos Estados Unidos, foi integrante de diversas orquestras profissionais da Pennsylvania,
Oklahoma e Carolina do Norte. Em 2008, retornou a Salvador, e desde então tem se apresentado como camerista com frequência no Brasil e Estados Unidos, participando regularmente em festivais internacionais. Membro da Orquestra Sinfônica da Bahia desde 2000, atualmente atua como chefe de naipe das violas. Em 2010 passou a integrar o corpo docente da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia como professora de viola e violino.

Suzana Kato (VIOLONCELO) – Iniciou Natural de São Paulo, obteve o seu Bacharelado em Violoncelo em 1992 pela Faculdade Santa Marcelina, na classe do Professor Ricardo Fukuda. Foi
integrante da Orquestra Experimental de Repertório e também da Camerata Fukuda. Bolsista da Capes obteve em 1995 o título de Mestre pela City University of New York – Queens College, sob a
orientação de David Geber e Barbara Mellow. Em 2003 foi selecionada como bolsista da Fundação VITAE para um curso de especialização do repertório violoncelístico, com o Prof. R. Suetholz
(ECA-USP), em São Paulo. Em 2004 assumiu o cargo de Professora de Violoncelo da Universidade Federal da Bahia e nesta mesma instituição concluiu seu Doutorado em Execução Musical no ano de 2010. Como camerista já atuou com vários artistas de renome: Aurele Nicolet, Maria João Pires, Gyula Stuller, Miriam Fried, Paul Biss, Emmanuele Baldini, Ricardo Castro, Benoit Willmann e outros. Atua como colaboradora na Orquestra Sinfônica da Bahia, onde exerceu o cargo de violoncelista Principal de 2007 a 2010.

Beatriz Alessio (PIANO) – Beatriz Alessio é pianista e professora da UFBA desde dezembro de 2011. Seu repertório é formado por obras que abrangem todos os estilos, demonstrando especial
interesse na divulgação da música contemporânea brasileira. Especialista na obra de Gilberto Mendes, trabalhou sob orientação direta do compositor em recitais e gravações. Trabalha
intensamente como recitalista e camerista dentro e fora do país. Como solista, atuou junto a importantes orquestras, como a OCAM-USP, a Sinfônica de Santos, Sinfônica de Porto Alegre,
Sinfônica da Bahia e Orquestra de La Universidad Nacional de San Juan, sob a batuta de maestros como George Olivier Toni, Gil Jardim, Luis Gustavo Petri, Boyko Stoianov, Alexey Izmirliev, Isaac Karabichevsky, entre outros. Venceu o Concurso Nacional de Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e foi a única pianista a vencer o III Concurso Nacional Jovens Solistas da
Orquestra Sinfônica da Bahia. Foi laureada no XV Concurso Nacional Jovens Instrumentistas em Piracicaba-SP, recebendo também uma Menção Especial do Júri por sua interpretação de
Stravinsky. Doutora em Música pela UNIRIO, Beatriz Alessio é bacharel e Mestre em Piano pela USP e cursou sua especialização em piano na Universidad Nacional de San Juan, Argentina, na
classe do professor, pianista e compositor Miguel Angel Scebba. Sua discografia inclui a primeira gravação mundial da integral dos Estudos para Piano de Gilberto Mendes para o selo italiano CUT
Records (2014).

PROGRAMA 

Parte I
Pedro Kroeger – Fuga y Guagancó (2018)
Alfredo Moura – Quarteto n.1 “Epos e Melos” (2016)
Ernst Widmer – Trio op.60 “A Última Flor” (1968) Texto e ilustrações de James Thurber

Parte II
R. Schumann – Quarteto op. 47 em Mib Maior
I Sostenuto Assai -Allegro ma non tropo
II Scherzo
III Andante cantábile
IV Finale

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Criar Conta de Utilizador