TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS
Termina a 31 de Maio o prazo de recepção das obras candidatas à 22ª edição do Prémio Literário Fernando Namora. Instituído pela Estoril Sol

PRAZO DE CANDIDATURAS AO PRÉMIO LITERÁRIO FERNANDO NAMORA DA ESTORIL SOL TERMINA A 31 DE MAIO

Termina a 31 de Maio o prazo de recepção das obras candidatas à 22ª edição do Prémio Literário Fernando Namora. Instituído pela Estoril Sol, em 1988, este prestigiado galardão tem o valor pecuniário de 15 mil euros. Trata-se de uma referência maior entre iniciativas congéneres no meio literário nacional.

Recorde-se que, com periodicidade anual, o Prémio Literário Fernando Namora distingue uma obra de ficção (romance ou novela), de autor português, editada em 2018, desde que o escritor não tenha sido premiado nas três edições anteriores.

Carlos Vale Ferraz foi o vencedor, no ano passado, com o seu romance “A Última Viúva de África”. Nas anteriores edições, foram distinguidos, ainda, João de Melo, Maria Isabel Barreno, Urbano Tavares Rodrigues, Manuel Alegre, Armando Silva Carvalho, António Lobo Antunes, Nuno Júdice, Miguel Real, Mário Cláudio, Luísa Costa Gomes, Gonçalo M. Tavares, Paulo Castilho, Bruno Vieira Amaral e José Eduardo Agualusa. “. É de registar que Mário de Carvalho (1996 e 2008) e Teolinda Gersão (2001 e 2015) bisaram o prémio.

Em acta, o Júri evidenciou que na obra “ A Última Viúva de África” a memória “da experiência colonial pode ser aterradora – Congo Belga e Angola constituem neste romance o eixo geopolítico de acções de guerra e desvarios humanos no qual uma mulher (Madame X) emerge, simultaneamente, como figura de ligação da estória do romance e da História dos anos sessenta no início da guerra nacionalista”.

Com um Júri qualificado, o Prémio Literário Fernando Namora ocupa um espaço próprio nas Letras portuguesas. Presidido por Guilherme D`Oliveira Martins, em representação do CNC – Centro Nacional de Cultura, o Júri integra, ainda, José Manuel Mendes, pela Associação Portuguesa de Escritores; Maria Carlos Gil Loureiro, pela Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas; Manuel Frias Martins, pela Associação Portuguesa dos Críticos Literários; e, ainda, Maria Alzira Seixo e Liberto Cruz, convidados a título individual e Nuno Lima de Carvalho e Dinis de Abreu, em representação da Estoril Sol.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Criar Conta de Utilizador