TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS

Museu Coleção Berardo vai ter entradas pagas a partir de 1 de maio

As entradas gratuitas no Museu Coleção Berardo vão acabar, pois a partir de 1 de maio o acesso a este espaço de referência vai custar cinco euros,  excepto ao sábado onde a entrada será livre. As crianças até 6 anos não pagarão bilhete.

Esta informação foi prestada hoje à Coolture, pelo próprio Comendador José Berardo, presidente do conselho de administração da Fundação de Arte Moderna e Contemporânea – Coleção Berardo.

A funcionar desde junho de 2007 no Centro Cultural de Belém, e com entradas gratuitas desde então, este importante museu com um acervo inicial de 862 obras da coleção de arte de José Berardo foram avaliadas um ano antes em 316 milhões de euros pela leiloeira internacional Christie’s.

O Museu Coleção Berardo é um espaço museológico de referência em Lisboa, onde o visitante pode desfrutar do melhor da arte moderna e contemporânea. Neste museu é possível encontrar, tanto na mostra permanente da Coleção Berardo como no leque muito variado de exposições temporárias, obras de artistas dos mais diversos contextos culturais e variadas expressões que construíram a história da arte do último século.

As entradas no Museu Coleção Berardo, em Belém, vão passar a custar cinco euros a partir de 01 de maio, com entrada gratuita ao sábado, durante todo o dia
Uma vista da exposição no Museu Coleção Berardo

Para além das exposições este museu, conta com um diversificado programa de atividades para todas as idades (por exemplo, percursos pelas exposições e visitas-atelier em família) que, de uma forma original e pedagógica, dão a conhecer os grandes nomes da arte nacional e internacional, como Marcel Duchamp, Pablo Picasso, Salvador Dalí, Andy Warhol, Francis Bacon, Maria Helena Vieira da Silva ou Helena Almeida.

Em novembro do ano passado, o protocolo de dez anos para cedência de obras da coleção Berardo e manutenção do museu no CCB, que terminava em 31 de dezembro, foi renovado por mais seis anos entre o colecionador e o Estado, através do Ministério da Cultura.

Desde a abertura, recebeu mais de 6,6 milhões de visitantes, mais de um milhão só em 2016, quando se cumpriram os dez anos da assinatura do protocolo celebrado entre Berardo e o Governo, segundo números da entidade.

 
 
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Criar Conta de Utilizador