TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS
As Noites de Verão continuam no jardim da Galeria Quadrum todas as sextas-feiras do mês de julho

LENA D’ÁGUA E A BANDA XITA NO JARDIM DA GALERIA QUADRUM EM ALVALADE

As Noites de Verão continuam no jardim da Galeria Quadrum em Alvalade todas as sextas-feiras do mês de julho, às 19h30. Depois do sucesso de Norberto Lobo com Ricardo Jacinto e Marco Franco, e depois de Equiknoxx, a música está de regresso ao jardim da Galeria desta vez com LENA D´ÁGUA E A BANDA XITA.
Noites de Verão é um programa de música ao vivo apresentado pela Filho Único em parceria com a EGEAC – Galerias Municipais, com concertos que decorrem em Julho no Jardim da Galeria Quadrum, em Alvalade e no mês de agosto no Jardim das Esculturas do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado.

Os concertos no Jardim da Galeria Quadrum decorrem nos dias 6, 13, 20 e 27 de julho, às 19h30, de entrada livre. Este programa de música ao vivo produzido e programado pela Filho Único é desenhado, em congruência com o objectivo e missão desta associação cultural sediada em Lisboa e com a identidade e vocação do Museu Nacional de Arte Contemporânea que o acolheu desde o primeiro dia, com o intuito de apresentar e divulgar propostas na área da música que trabalhem a partir de critérios construtivos de produção artística, que visem o desenvolvimento da arte e contenham em si um cariz de busca e de progressão estética.

Em Janeiro deste ano, na Galeria Zé dos Bois, acompanhados por músicos recrutados ao colectivo Xita Records, Primeira Dama e Lena d’Água revisitaram o cancioneiro um do outro, juntando aos clássicos da cantora o ainda fresco repertório de “Histórias por Contar” e “Primeira Dama”, discos editados pelo músico em 2016 e 2017.
Ícone da pop-rock portuguesa, Lena d’Água começou a cantar na década de 70, ficando pra história como a primeira mulher a integrar uma banda rock como vocalista, neste caso os progressivos Beatnicks. Enturmou-se e potenciou (n)o tecido criativo e editorial da música popular em expansão no dealbar dos 80 e afirmou-se como um dos corpos e almas do convencionado boom do rock português. Primeiro com os Salada de Frutas e depois a Banda Atlântida, antes de se aventurar a solo com exponencial sucesso, sempre apoiada pelo cúmplice criativo Luís Pedro Fonseca, até ao LP “Aguaceiro” de 1987, já composto com um leque de autores convidados. Acercou-se do círculo de músicos do Hot Club de Lisboa no final de uma década 90 difícil e anos depois grava repertório seu e não só com arranjos jazz em “Sempre” que sai com selo Blue Note em 2007. No ano passado viu o single em 12” vinil “Jardim Zoológico / Tao”, dois temas de 83 e 86 respectivamente, lançado pela neozelandesa Strangelove, para o circuito internacional das reedições de música de dança, que acolheu entusiasticamente as duas canções pop elegantemente exóticas.
Esta filha e irmã de dois heróis que marcaram a história do Benfica apresenta-se no coração do bairro de Alvalade com a Banda Xita, capitaneada por Primeira Dama (nas teclas e voz), e incluindo Inês Matos (na guitarra), António Queiroz (no baixo), João Raposo (nas teclas, voz e electrónica) e Martim Brito (na bateria).

Uma co-produção Filho Único, EGEAC Cultura em Lisboa, Galerias Municipais de Lisboa e MUSEU NACIONAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA – MUSEU DO CHIADO

Entrada LIVRE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Criar Conta de Utilizador