TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS

Que pena, este evento já terminou! :(

ALCOCHETE LIVE STREAM – SIMONE DE OLIVEIRA

ALCOCHETE LIVE STREAM – SIMONE DE OLIVEIRA

Música & Festivais

Data
24/07/2020
21:30 | Sexta
Local

Fórum Cultural de Alcochete, Alcochete

Classificação Etária
M/06 anos
PUB

Descrição do Evento

ALCOCHETE LIVE STREAM – SIMONE DE OLIVEIRA – Vive no coração de todos nós e é uma das principais mulheres portuguesas de sempre. Símbolo da força feminina, traçou o seu percurso nesse perfil e com ele criou a dimensão que todos conhecemos, transporta esse legado para palco, intensa e directa.

Simone de Oliveira é a voz e a obra que todos nós agradecemos existir no nosso país, é símbolo da força de existir e de ser português dentro de uma voz. É essa força que estará no Fórum Cultural de Alcochete. Todas as histórias e canções de sempre e uma promessa voraz de continuar a defender sempre como da primeira vez.

ALCOCHETE LIVE STREAM - SIMONE DE OLIVEIRA

Simone de Macedo e Oliveira (Lisboa, 11 de fevereiro de 1938) é uma cantora, actriz de teatro e de televisão portuguesa.

Filha de Guy de Macedo e Oliveira, falecido em Lisboa em 1970, e de sua mulher Maria do Carmo Tavares Lopes da Silva, nascida em Lisboa e falecida em Lisboa em 1968, neta paterna de Egídio de Macedo e Oliveira, nascido em São Tomé e falecido em Lisboa, filho natural da irmã do primeiro e único autoproclamado Rei dos Angolares de São Tomé e Príncipe, Simão de Sousa, Andreza, Membro do Conselho Fiscal da primeira Direcção da Companhia Agrícola Angolares em 1910, de acordo com os Estatutos da Companhia Agrícola Angolares, p. 21, e Vogal da Secção de Propaganda Oral da Junta de Defesa dos Direitos de África, de acordo com Carlos Espírito Santo, Enciclopédia Fundamental de São Tomé e Príncipe, p. 395, e de sua mulher (Dover, Kent, Inglaterra, Grã-Bretanha e Irlanda) Jeanette Prado Pluvier, nascida em Watermael-Boitsfort, Bruxelas, Bélgica, e falecida em Lisboa em 1948, já viúva com geração, de ascendência franco-belga, cresceu em Lisboa com sua irmã Olga Maria de Macedo de Oliveira.

O pai era diretor de uma fábrica de moagem nos Olivais e a mãe era empregada dos Correios, Telégrafos e Telefones (CTT).

Frequentou o Liceu D. Filipa de Lencastre. Casou-se com 19 anos e foi vítima de violência doméstica, pois sofreu agressões por parte do marido, com quem viveu durante apenas três meses.

Na sequência de uma depressão, aos 19 anos, o médico aconselhou-a a distrair-se tendo optado por matricular-se no Centro de Preparação de Artistas da Emissora Nacional. Começou por se apresentar nos programas de Motta Pereira.

Do seu casamento com o António José Coimbra Mano, nascido na Figueira da Foz, a 13 de Janeiro de 1930, Licenciado em Engenharia Civil pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Funcionário Superior da Direcção-Geral dos Serviços Hidráulicos, da Câmara Municipal de Lisboa, da Brigada de Fomento e Povoamento do Rovuma em Moçambique e de diversas Empresas de Engenharia privadas, filho de José Fernandes Mano e de sua mulher Madalena Simões Coimbra, teve uma filha e um filho.

A estreia da cantora em público ocorreu, em Janeiro de 1958, no primeiro Festival da Canção Portuguesa, realizado no cinema Império, em Lisboa. Nos dois anos seguintes iria vencer esse mesmo Festival.

Em 1959, a editora Alvorada lança um EP com 4 artistas. Simone de Oliveira aparece com a canção “Sempre que Lisboa Canta”. É lançado também um EP com os temas “Amor à Portuguesa” (La Portuguesa), “Tu”, “Nos Teus Olhos Vejo o Céu” (Nel Blu Dipinto di Blu) e “Tu e Só Tu” (Love Me For Ever).

Estreia-se no teatro de revista em 1962. Vence nesse ano o Festival da Canção da Figueira da Foz.

Recebe o Prémio de Imprensa do ano de 1963.

Em 1964 grava um EP com os temas “Canção Cigana”, “Sempre Tu Amor”, “Quero e Não Quero” e “Alguém Que Teve Coração”.

Na 1ª edição do Grande Prémio TV da Canção Portuguesa Festival RTP da Canção fica em 3º lugar com “Olhos Nos Olhos”. “Amar É Ressurgir”, o outro tema apresentado, fica em 8º lugar.

António Calvário e Simone gravam um EP com versões do filme “My Fair Lady”.

Em Março de 1965 recebe o Prémio de Imprensa de 1964 para melhor cançonetista. Vence o Festival RTP da Canção de 1965 com o tema “Sol de Inverno”, de Nóbrega e Sousa e Jerónimo Bragança, enquanto “Silhuetas Ao Luar” fica em 4º lugar. Representa Portugal no Festival da Eurovisão realizado em Nápoles. É eleita Rainha da Rádio.

É editado o EP “IV Festival da Canção Portuguesa” com os temas “Nem Eu Nem Vocês”, “Se Tu Queres Saber Quem Sou”, “Quando Será” e “Canção do Outono” e o EP “Praia de Outono” onde é acompanhada pelo Thilo’s Combo e pela Orquestra de Jorge Costa Pinto. Lança também alguns discos com versões da banda sonora do filme “Música No Coração”. Além do tema “Música No Coração” grava canções como “Onde Vais” (Edelweiss), “As Coisas De Que Eu Gosto” e “Dó-ré-mi”.

Participa com “Começar de Novo”, de David Mourão Ferreira e Nóbrega e Sousa, no primeiro Festival Internacional da Canção do Rio de Janeiro, realizado em 1966. Amália Rodrigues fez parte do júri e escolheu Simone de Oliveira como representante de Portugal.

Ainda em 1966, Simone grava uma versão de “A Banda” de Chico Buarque e faz parte do elenco do musical “Esta Lisboa Que Eu Amo” que esteve em cena no Teatro Monumental, em Lisboa (Praça Duque de Saldanha e, actualmente conhecido como Cine-Teatro Monumental).

Lança um EP com “Marionette”, uma versão de “Puppet On A String” de Sandie Shaw, e “Esta Lisboa Que Eu Amo”. Lança também o álbum “A Voz E Os Êxitos” que inclui uma versão de “Yesterday” dos Beatles, entre outros temas.

Amália Rodrigues inicia uma temporada no Olympia, em França, como primeira figura do espectáculo “Grand Gala du Music-Hall Portugais”, inteiramente composto por um elenco português. Simone de Oliveira é um dos nomes convidados ao lado do Duo Ouro Negro, Carlos Paredes, entre outros.

Concorre ao Grande Prémio TV da Canção de 1968 com os temas “Canção Ao Meu Piano Velho” e “Dentro de Outro Mundo”.

É editado um EP com os temas “Viva O Amor”, “Nos Meus Braços Outra Vez”, “Quando Me Enamoro” e “Para Cada Um Sua Canção” e outro com os temas “Cantiga de Amor”, “Amanhã Serás O Sol” e “Não Te Peço Palavras”.

Lança um disco com os temas “Aqueles Dias Felizes”, “Pingos de Chuva” e “Fúria de Viver”…

ALCOCHETE LIVE STREAM – SIMONE DE OLIVEIRA – Mais informação ver aqui

Informação Extra:

Autocarros, Estacionamento

Morada:

Estrada Municipal 501, Moinhos, 2890-166 Alcochete

Coordenadas GPS:

38°44'45.15"N
8°58'20.4"W
Mapa de Evento da Coolture

Criar Conta de Utilizador