TEATRO &
ARTE
MÚSICA &
FESTIVAIS
GASTRONOMIA
FAMÍLIA &
ENTRETENIMENTO
DESPORTO &
AVENTURA
TODOS OS
EVENTOS

Ciclo de cinema “Esplendor na Relva” vai decorrer em Sintra

Esplendor na Relva”, de Elia Kazan, e “Aurora”, de F. W. Murnau, são as duas primeiras escolhas do cineasta João Mário Grilo, responsável pela programação do ciclo de cinema Esplendor na Relva, para dar início a esta iniciativa da Parques de Sintra, que decorre no Palácio de Monserrate de 1 a 22 de julho.

A primeira noite deste ciclo – 1 de julho, às 21h30 – é dedicada à obra-prima do romantismo americano dos anos 60 “Esplendor na Relva”, de Elia Kazan. O realizador constrói um dos mais dilacerantes e belos poemas de amor no cinema, oferecendo a Natalie Wood e a Warren Beatty os papéis das suas vidas. Neste filme, os atores interpretam um casal de adolescentes apaixonados, que vivem no estado do Kansas, no final da década de 1920. A família do rapaz não aprova o romance e obriga-o a ir estudar para Yale. Com a separação, a jovem enlouquece e é internada numa instituição psiquiátrica. Mas ao que parece um melodrama convencional, acresce o crash da Bolsa de Nova Iorque, em 1929, a pontuar a história, uma realização inspirada e interpretações irrepreensíveis, que fazem deste um filme de culto.

www.youtube.com/watch?v=dWDkdsZQq_c

No domingo, 2 de julho, às 16h, será a vez do Auditório do Palácio de Monserrate exibir a joia do cinema mudo “Aurora”, de F. W. Murnau (realizador de “Nosferatu”). Filmado em 1927 é uma adaptação do conto “Viagem a Tilsit”, de Hermann Sudermann. “Aurora” transforma uma simples história de um triângulo amoroso num território metafísico repleto de suspense e dramatismo. Neste filme vencedor de três Óscares, um homem elabora um esquema para matar a esposa, ao mesmo tempo que é atormentado por uma sedutora mulher, com quem se envolve num romance vertiginoso. Esta longa-metragem é uma viagem, uma “aurora” do cinema mundial e, segundo François Truffaut, é “o filme mais belo do mundo”.

www.youtube.com/watch?v=9rFDM53ovC8

O ciclo de cinema “Esplendor na Relva” decorre de 1 a 22 de julho no Palácio de Monserrate, em Sintra. São 12 obras-primas da história do cinema para ver, muitas delas à noite e ao ar livre, uma experiência única que coloca a atmosfera dos filmes a fundir-se com o cenário natural da serra de Sintra.

Seja no auditório do Palácio de Monserrate, seja nos jardins (numa tela gigante, tendo o relvado como plateia e um autêntico anfiteatro natural), este ciclo de cinema Esplendor na Relva acrescenta novas dimensões ao conceito de “ir ao cinema”. 

 Programação

Ciclo de Cinema Esplendor na Relva em Monserrate

 01/07 | sábado | 21h30

Esplendor na Relva (Splendor in the Grass) – 1961

(M/12)

De Elia Kazan

Duração: 124 minutos

Relvado de Monserrate                             

02/07 | domingo | 16h00                                                                                   

Aurora (Sunrise, A Song of Two Humans) – 1927

(M/16)

De F. W. Murnau

Duração: 94 minutos

Auditório do Palácio

07/07 | sexta-feira | 21h30

Sentimento (Senso) – 1954

(M/12)

De Luchino Visconti

Duração: 123 minutos

Relvado de Monserrate

08/07 | sábado | 16h00

As Leis da Hospitalidade (Our Hospitality) – 1923

(M/6)

De Buster Keaton

Duração: 87 minutos

Auditório do Palácio

08/07 | sábado | 21h30

Serenata à Chuva (Singin’in the Rain) – 1952

(M/6)

De Stanley Donen e Gene Kelly

Duração: 102 minutos

Relvado de Monserrate

09/07 | domingo | 16h00

Tempos Modernos (Modern Times) – 1936

(M/6)

De Charles Chaplin

Duração: 87 minutos

Auditório do Palácio

14/07 | sexta-feira | 21h30

Fantasia (Fantasia) – 1940

(M/12)

De Walt Disney

Duração: 124 minutos

Relvado de Monserrate

15/07 | sábado | 16h00

As Férias do Sr. Hulot (Les Vacances de Monsieur Hulot) – 1953

(M/6)

De Jacques Tati

Duração: 100 minutos

Auditório do Palácio

15/07 | sábado | 21h30

Ran – Os senhores da Guerra (Ran) – 1985

(M/12)

De Akira Kurosawa

Duração: 162 minutos

Relvado de Monserrate

16/07 | domingo | 16h00

Os Quatrocentos Golpes (Les Quatre Cent Coups) – 1959

(M/16)

De François Truffaut

Duração: 93 minutos

Auditório do Palácio

21/07 | sexta-feira | 21h30

Johnny Guitar (Johnny Guitar) – 1954

(M/12)

De Nicholas Ray

Duração: 110 minutos

Relvado de Monserrate

22/07 | sábado | 21h30

A Mulher que Viveu Duas Vezes (Vertigo) – 1958

(M/12)

De Alfred Hitchcock

Duração: 129 minutos

Relvado de Monserrate

Mais informações podem ser obtidas aqui.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on print

Criar Conta de Utilizador